Restaurante Amani, o libanês do Estádio do Morumbi, em SP

De cara, o restaurante Amani impressiona pela vista que oferece. Instalado em uma área privilegiada do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o conhecido Estádio do Morumbi, a casa de especialidade libanesa foi estrategicamente posicionada de cara para o gol.

Com entrada exclusiva pelo portão 2, o restaurante Amani está instalado no Concept Hall, em um confortável espaço de 800 metros quadrados. Como se fosse um grande camarote, ele oferece mesas com vista para o gramado do estádio que é sede do São Paulo Futebol Clube.

Entrada do Restaurante Amani, instalado no Concept Hall do Estádio do Morumbi

Em dias normais (sem jogo), o restaurante Amani é aberto ao público e oferece estacionamento gratuito. Nos dias de jogos, ele se transforma em um camarote, com pacotes fechados que incluem ingresso, comida e bebidas.

Libanês que agrada pela vista e pela gastronomia

PRAZERICES visitou o restaurante Amani em um domingo ensolarado sem jogo. Além da vista que encanta – afinal, não é todo dia que se almoça de frente para o campo de um estádio icônico -, a gastronomia vale a visita.

As delicadas esfihas do Amani, a exemplo da de azeitona com coalhada seca (à esq.)

Para iniciar a visita, peça, ao invés do famoso trio de mezzes, um quarteto. Além do homus (R$ 23 a porção), da coalhada seca (R$ 25 a porção) e do babaganuch (R$ 23 a porção), não deixe de experimentar a deliciosa mohamara (R$ 23 a porção) – pasta de pimentão vermelho com nozes, melado de romã e especiarias árabes. Com pão árabe (R$ 3 a unidade ou R$ 6 com três unidades).

Na sequência, peça as impecáveis esfihas – de massa artesanal tradicional ou integral -, preparadas na hora. Dentre as muitas opões, destaque para a Do Chef (foto abaixo), que leva carne, coalhada, nozes e especiarias. Tão bonita e saborosa que deixa para trás boa parte das esfihas hoje servidas em São Paulo. Recomendo ainda a de coalhada seca com azeitonas pretas e hortelã (primeira, à esquerda, da foto acima).

A famosa esfiha do chef, do Amani

Para quem gosta de kibe, a casa oferece opções variadas como o Kibe Amani, recheado de coalhada seca, hortelã e nozes, servido com mix de folhas e tomate, além da iguaria assada, cru e com quinoa vermelha, indicado para quem tem intolerância ao glúten.

A casa tem ainda pratos muito apreciados pelos visitantes como o Carré de Cordeiro, acompanhado de cuscuz marroquino, uvas passas, amêndoas e outras especiarias.

O tradicional Frango Michui com arroz libanês (R$ 38)

Para os vegetarianos, há sugestões como a coalhada seca, o charuto de uva sem carne e o falafel – bolinho de grão de bico servido com salada de alface, tomate, salsa, rabanete e molho de gergelim. Provei a salada Fattouche (R$ 29), que leva alface, tomate, pepino, rabanete e salsinha. Tudo devidamente temperado com limão e azeite. Uma boa forma para iniciar a refeição.

Durante o almoço de terça a sexta, o restaurante Amani oferece um menu executivo formato por prato principal, acompanhamento e sobremesa, por R$ 49.

Para finalizar a refeição, não deixe de pedir o tradicional Malabie (R$ 18) que, na casa, ganhou uma versão farta e incrementada. Trata-se de um manjar de leite à moda árabe, calda de damasco e pistache salpicado. Dado o tamanho da sobremesa, se estiver satisfeito da refeição, vale a pena dividir.

Malabie, em versão incrementada com bastante damasco e pistache

Restaurante Amani – Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Praça Roberto Gomes Pedrosa, 01 – Portão 02 – Jardim Leonor, São Paulo. Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h; aos sábados, das 12h às 16h e das 19h às 23h e aos domingos, das 12h às 16h. Reservas: (11) 3476-2146.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas