Homa, o restaurante vegetariano do chef José Barattino

Homa – humano em esperanto – é o nome do restaurante vegetariano que José Barattino, chef-executivo do Eataly, abriu em março, em paralelo a sua principal atividade. Nem todos conhecem a casa, uma vez que ela opera em uma pequenina e calma rua do bairro de Pinheiros, em São Paulo, mas muito visitante já virou habitué pelo conceito e pela comida.

Para começar, “não entram bichos na cozinha”, avisa Barattino. Isso significa que você não vai encontrar carne vermelha nem de caça tampouco de aves ou peixes e frutos do mar no cardápio. Também não passam pela porta da cozinha produtos processados. Caso, por exemplo do molho de tomate. Tudo que Barattino serve é feito ali. Não tem nada pronto, artificial. “Pelo contrário, só trabalhamos com alimentos frescos”, conta o chef empreendedor.

Barattino e as comidas frescas do Homa – fotos Françoise Terzian

Fica mais fácil levar esse conceito adiante ao descobrir que Barattino desenvolve um trabalho de cooperação com produtores da agricultura familiar orgânica e biodinâmica. Boa parte do que ele serve hoje no Homa é orgânico.

VEGETARIANO COM SABOR

O intuito do chef Barattino com o Homa é transformá-lo em uma referência entre os restaurantes vegetarianos. “A gente não imita a carne, a gente valoriza o produto vegetal, procurando entregá-lo da forma mais natural possível”, conta. 

A comida fresca e saborosa do Homa – não necessariamente fit – conquistou a proeza de atrair vegetarianos, veganos (aqueles que não consomem nada de origem animal, o que inclui mel) e também carnívoros. “No geral, percebo um grande potencial para casas como a minha”, observa.

O Homa tem atraído por volta de 4 mil pessoas por mês – a maioria de 25 a 40 anos. No restaurante clean, que oferece mesas compartilhadas e lugares em balcão, não tem garçom. O cliente faz o pedido no caixa e retira seu bowl abastecido lá. Refrigerantes não entram na casa que prefere servir água, chá, sidra, cerveja e vinho.

Das entradas, o surpreendente falafel de feijão branco com molho de coentro (à esq.) e o dumpling de cebola caramelizada e espinafre

Dentre os pratos degustados por PRAZERICES no Homa, a experiência teve início com uma porção de falafel de feijão branco com molho de coentro (4 unidades por R$ 7) seguida por uma segunda, de dumpling de cebolas caramelizadas e espinafre. Tudo muito bem feito e gostosinho.

Na sequência, foi a vez de experimentar o delicioso PF Vegano, identificado no cardápio como Feijão Fradinho e Arroz Negro (R$ 27), que vem acompanhado de leite de coco, couve, pimentão e vinagrete de banana. Cheio de sabores. Também provei os Legumes Assados (R$ 25), com purê de abóbora, missô e gergelim. Um pouco mais salgado por conta da massa de soja cozida, o chamado missô.

Arroz cremoso de beterraba com ricota e limão siciliano, um dos mais pedidos do Homa

Outra opção é a Quirera com Açafrão (R$ 25), uma espécie de canjiquinha de milho que ainda traz legumes verdes, ovos moles e croutons. Prato mais leve e com textura interessante. Para quem gosta de beterraba, o Homa tem um prato famoso que é o Arroz cremoso de Beterraba (R$ 29), com ricota temperada e limão siciliano.

O menu tem ainda um prato coringa, que é o Nhoque de Batata (R$ 31) com molho de tomate da casa e muzzarela de búfala. Barattino, vale contar, também é sócio, desde 2013, do pastifício Due Grani, especializado em produzir massas frescas.  Então, de massa ele entende.

TENTAÇÕES 

A surpreendente torta de maçã com calda de hibisco

As sobremesas do Homa também agradaram. Duas imperdíveis são a Torta de Maçã com calda de Hibisco (R$ 14). Impressionante como os ingredientes harmonizaram bem. Impossível também não pedir o Cookie Homa (R$ 8), enorme e macio e molinho por dentro.

Impossível não pedir o farto cookie de chocolate, bem macio por dentro

SERVIÇO

Homa Restaurante – Rua Benjamin Egas 275, Pinheiros, São Paulo, 11-3097-9031.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas