Já experimentou a pizza do Alex Atala?

Sim, agora você pode experimentar a pizza do Alex Atala, que não leva molho de tomate, mas surpreende pela harmonização de ingredientes que surgem sobre uma massa napolitana. Não, o chef por trás do D.O.M, Dalva & Dito, Instituto ATA, BIO e, no futuro, de um hotel que levará sua assinatura em São Paulo, não abriu uma pizzaria. Na verdade, ele foi convidado pelos donos da Napoli Centrale, a imperdível e acessível pizzaria napolitana aberta no Mercado Municipal de Pinheiros (SP), a criar um sabor em celebração ao aniversário de um ano da casa.

Até 20 de setembro, será possível degustar a pizza do Alex Atala, que leva queijos artesanais serrano e colonial, folhas de mostarda, espinafre, tomatinhos, pinhão (sim, e ficou ótimo!) e mostarda de butiá – coquinho tipicamente gaúcho. O chef quis, como já é de praxe, valorizar ingredientes nacionais em sua redonda fumegante.

Pizza do Alex Atala
Alex Atala com o sócio Gil Guimarães da Napoli Centrale

E quanto custa a pizza do Alex Atala? R$ 33. Pelo tamanho, ela pode ser tranquilamente dividida, embora dada a leveza de sua massa e ótima cobertura seja bem fácil devorá-la sozinha ou sozinho.

3 CHEFS, 3 SABORES

O chef Marcos Livi e o pizzaiolo Gil Guimarães, sócios da Napoli Centrale, convidaram chefs vizinhos de box do Mercado de Pinheiros para assinar três sabores de pizzas especiais em celebração ao 1º ano da casa. Além de Alex Atala, Rodrigo Oliveira (Mocotó) e Checho Gonzales (Comedoria Gonzales) aceitaram o desafio.

Batizada de “Napoli Invita”, a ação inicia-se com a criação do chef do D.O.M. Na sequência, de 21 de setembro a 21 de outubro, será a vez de degustar a criação do chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó, que elaborou uma cobertura de excelente harmonia e sabor. Ele combinou carne seca na nata com abóbora cabotiá, pesto de coentro com beldroega e pimenta biquinho.

A redonda fumegante do Rodrigo Oliveira

Para fechar a ação, o vizinho direto do Mercado, o cozinheiro boliviano da disputada Comedoria Gonzeles, levou diversos ingredientes tipicamente andinos à pizza como queijo meia cura, lâminas de batatas, favas, milho verde e salsa llawja (à base de tomate, hortelã e pimenta). De 23 de outubro a 23 de novembro.

“Convidamos os três não só por serem grandes chefs, mas porque somos vizinhos no Mercado e temos interesse em torná-lo cada vez mais vivo e atraente”, diz Marcos Livi. Vale dizer que sua Napoli Centrale abriu as portas há um ano, lançando um modelo inovador na capital paulista: uma pizzaria dentro de um mercado que estava sendo revitalizado, com serviço informal e pizzas para serem comidas com as mãos, durante o almoço e o dia inteiro, até as 20h.

No entanto, a casa conquistou a clientela com um bom produto (certificado pela Associazione Verace Pizza Napoletana) e preços justos. “O segredo da pizza napolitana é a soma da farinha 00, que mantém as bolhas e a leveza da massa, com o fogo altíssimo, os melhores insumos e o tamanho individual, de quatro fatias generosas a serem comidas com as mãos”, explica o especialista, Gil Guimarães.


Onde encontrar a pizza do Alex Atala, do Rodrigo Oliveira e do Checho Gonzales

Napoli Centrale – Rua Pedro Cristi, 89, boxes 83 e 84 – Pinheiros, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3031-1689.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas