Eugênia Café Bar, feminino sem ser feminista

Com menos de três meses de funcionamento, o Eugênia Café Bar traz boas novidades para curtir as noites paulistanas na primavera. O bar tem vários ambientes, aconchegantes, e uma brigada que pretende deixar o público feminino bem à vontade em todas as áreas da casa. Do balcão ao encerramento da conta, as mulheres fazem todo atendimento. Feminino sem ser feminista.

Eugênia Café Bar, um lugar para ir sozinho sem ser incomodado. Ou acompanhado

Os ambientes do Eugênia Café Bar são democráticos. Há mesas, cadeiras, poltronas, estantes de livros e espaço para pequenos shows. Tudo espalhado pelos corredores e alternando a decoração, que passa por itens dos anos 1960 aos anos 1980. Um lugar agradável para ir sozinha (o), com amigas (os) ou parceiros, sem se preocupar com o que beber.

O décor do Eugênia traz itens dos anos 60 aos 80

Do balcão saem drinques da bartender Flávia Suppi, com passagem pelo Riviera Bar, com carta recém-lançada, mirando a chegada das noites mais quentes.

O drinque Camila (na foto de abertura dessa matéria), que leva gim Gordon´s infusionado com camomila, kinkan e limão siciliano, é bem refrescante e equilibrado. Causa um certo desconforto os galhinhos de camomila desidradatada, mas no geral é bem interessante – R$ 27.

Eugênia Café Bar
Victoria, criação potente e incrivelmente fresca do Eugênia Café Bar – foto Marcelo Lima

Um pouco mais parrudo, o Victoria (Jaggermeister, Amaro di Angostura, Carpano branco e limao Tahiti) combina bem os amargos das ervas com os açúcares e o cítrico do limao. Tem bom equilibrio, potência e é incrivelmente fresco (R$ 33). Da carta da primavera ainda há mais cinco drinques.

Flávia Suppi é a bartender do Eugênia Café Bar

Não dá para deixar de olhar com atenção a seleção de dez Gin&Tonica preparados com destilados nacionais e importados, como o Bobby’s (laranja Bahia e cravo da Índia, R$ 39) e o Jungle (blueberries e hortelã, R$ 27); a seção de Vermouth Sodas, como Dolin Rouge (R$ 25) e Punt&Més (R$ 33), além dos classicos, como Negroni, Dry Martini e Sazerac.

Aos mais curiosos, vale ao menos passar os olhos nas cervejas – poucas – para conhecer novos estilos. A Shiso Brut é de um estilo que remete a espumantes, com alta gaseificação, “seca”, e que combina os tons cítricos das tradicionais IPA (R$ 35, lata de 473 ml); e a Kasato Maru, do tipo New England IPA (que apresenta tom amarelo escuro, turva e pouca formação de espuma) a R$ 35 a lata de 473 ml. Ambas da cervejaria Japas.

Texto, fotos e vídeo: Silvio Nascimento.


Serviço: Eugênia Café Bar

Rua Cônego Eugênio Leite 953 – Pinheiros

Terça a quinta, das 17h às 23h. Sexta, das 17h à 00h30. Sábado, das 14h às 01h.

Telefone: (11) 996990323

Capacidade total: 70 pessoas

Ar condicionado: sim / Wi-fi: sim /Valet: não

Acesso para deficiente: não / Área para fumante: sim

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas