Conheça o Farol Santander, o novo Edifício Altino Arantes

Após muita expectativa, o Farol Santander, um dos mais conhecidos arranha-céus de São Paulo, reabre as portas para visitação ao público a partir de 26 de janeiro. Estranhou o nome? O antigo Edifício Altino Arantes, também chamado de Banespa, ganha novo nome pelas mãos do Banco Santander. Os espanhóis, vale lembrar, arremataram o Banco do Estado de São Paulo em 2000. Muita coisa mudou no mais famoso setentão de São Paulo, até 1965 a mais alta construção do mundo em concreto armado e maior edifício da América do Sul.

Das modificações, vale começar citando o Mirante que, anteriormente, ficava no 32º andar. Agora, ele passa a funcionar no 26º andar e comporta 30 pessoas. Ao sair do elevador, uma surpresa: o visitante se surpreende com um belo espaço da Suplicy Cafés Especiais.

Além de poder tomar um espresso, coado, cappuccino ou macchiato, será possível lanchar, almoçar e também degustar um brunch aos finais de semana. Dentre os cafés, destaque para um blend criado exclusivamente para o Farol Santander. PRAZERICES degustou e destaca suas notas frutadas. Os grãos são cultivados em Divinolândia (SP), a 1,2 mil metros de altitude.

Blend foi criado exclusivamente para o Farol Santander

Mesmo antes de sua abertura, muita gente tem reclamado nas redes sociais da mudança de andar do Mirante e também da ausência de uma vista em 360 graus. Apesar dessas modificações, a São Paulo do alto que se revela pelas robustas janelas de vidro do Farol Santander impressiona.

A bela vista acompanhada de um café especial é apenas um dos atrativos do edifício renovado, que passa a iluminar São Paulo a partir do dia 25. Definido pelo próprio banco como um centro de empreendedorismo, cultura e lazer, o Farol Santander apresenta várias mudanças como:

  1. Pista de skate instalada no 21º andar, a R$ 50 por hora.
A pista de skate do Farol Santander, com a assinatura de Bob Burnquist

A pista idealizada por Bob Burnquist, uma referência desse esporte no Brasil, tem mais de 300m², vista para a cidade e um circuito Street com rampas e obstáculos. O espaço também recebeu grafites geométricos e lambe lambes fotográficos produzidos pelo Baixo Ribeiro, da Choque Cultural.

2) Criação de um loft exclusivo de 335 metros quadrados, com banheiro clean e com banheira, situado no 25º andar. O espaço poderá ser alugado para hospedagem ou realização de eventos, a uma diária de R$ 4 mil.

O loft do Farol Santander, para hospedagem ou eventos

3) Criação de um andar inteiramente dedicado ao empreendedorismo, com palestras e encontros sobre temas como a economia criativa

As atrações do Farol Santander ocupam 18 andares dos 35 do edifício de 162 metros. As visitas começarão pelo hall do térreo, tombado pelo Condephaat (assim como o 2º, 3º, 5º, 6º e mirante), e seguirão para o Mirante do 26º andar, onde foi instalado um café com inspiração art déco.

FAROL SANTANDER, ANDAR POR ANDAR

Térreo
O térreo, acessado pela Rua João Brícola, 24, conta com o hall de entrada, onde os visitantes já se ambientam com painéis e linhas do tempo que trazem um pouco da história do edifício, enquanto acessam bilheterias e elevadores.

O belo lustre do térreo do prédio

Memória

2º e 3º Andares
As salas destes andares serão abertas ao público e contarão com acervo histórico e recursos tecnológicos, dando um tom de memória viva ao espaço.

Memória em fotos no Farol Santander

5º andar
A partir da consultoria curatorial do prof. Paulo Garcez, especialista em mobiliário histórico e patrimônio integrado, o 5º andar permite um mergulho literal à época. O ambiente preserva objetos e instalações de antigas presidências e diretorias que por ali passaram. Lambris e mobiliários feitos artesanalmente em madeiras nobres como Jacarandá, encomendados à época ao Liceu de Artes e Ofícios, estarão expostos ao público. Duas salas foram reservadas para exposição dos retratos dos presidentes que ao longo de décadas, colaboraram para a construção de uma das principais instituições bancárias do país.

4º andar – Vista 360 por Vik Muniz
O Farol Santander conta com uma grande instalação permanente feita por Vik Muniz. Durante o processo de curadoria, o artista demonstrou uma ligação com o prédio que remete a sua infância. A instalação Vista 360 consiste em diversas fotos da vista do mirante, feita de vários materiais, entre eles mais de 20 toneladas de sucatas produzidas no próprio Farol Santander. São 6 painéis de 150×200 cm e 1 painel complementar de 100×2015 cm. As obras farão parte da Coleção Santander Brasil.

8º andar – Arena de Economia Criativa
Um local dedicado ao debate sobre empreendedorismo e economia criativa, promovendo encontros e palestras quinzenais e sempre aos sábados, convidando o público a participar.

O novo centro cultural e de empreendedorismo, andar por andar

Pista de skate

21º andar
A programação inclui aulas regulares e horários para livre uso do público, com capacidade simultânea para até 12 pessoas, sendo administrada pela Bravo, empresa que gere a carreira do Bob Burnquist. O andar ainda terá locação de skates e equipamentos de segurança necessários para a prática do esporte. Os usuários deverão assinar um termo de responsabilidade sobre o uso da pista e equipamentos de segurança.

Arte Imersiva

22º e 23º andares
Dois andares estão dedicados a exposições de arte imersiva, com artistas nacionais e internacionais, sob curadoria de Facundo Guerra e Tatiana Wlasek, da Storymakers. A proposta consiste em três frentes principais: empreendedorismo, contemporaneidade e internacionalidade. Os espaços de cada andar têm 330m² e poderão ser adaptados de acordo com as exposições vigentes, contando com educadores e orientadores de público. As exposições terão periodicidade de 100 dias no Farol Santander.

A programação traz a exposição inaugural “Belo, transitório, intangível e finito”, com a obra inédita DIURNA da artista brasileira Laura Vinci, no 22º andar e, no 23º, a instalação O Dia que Saímos do Campo (The Day We Left Field), igualmente inédita e apresentada pelo coletivo russo TUNDRA.

DIURNA é uma combinação de imagens de sombras de árvores que serão projetadas em toda a extensão de duas paredes laterais. Já O Dia que Saímos do Campo (The Day We Left Field), trata-se de uma instalação inspirada pelo ambiente natural das cidades modernas. Ambas exposições contaram com recursos incentivados da Lei Rouanet.

Loft

25ª andar

Banheira com vista, no loft do Farol Santander

O espaço reserva uma oportunidade para quem sonha se hospedar em um símbolo de São Paulo, com uma vista incrível. O Loft do 25 é um inédito apartamento em um edifício histórico como o Altino Arantes. Com uso exclusivo para hospedagem ou eventos, o apartamento, com mais de 335m² e decoração art déco, é um projeto assinado pelo escritório de arquitetura francês Triptyque.

Mirante e Café

26º andar

Café e almoço no 26º andar

É nesse piso que o visitante poderá acessar a área externa, com capacidade para 30 pessoas e observar dali, a 160 metros de altura, uma das vistas mais bonitas do centro de São Paulo. No espaço, uma unidade do Suplicy Cafés Especiais, com 70 lugares, e opções para tomar café da manhã, almoçar e fazer um lanche da tarde.

———————————————————————————————————————–

SERVIÇO: FAROL SANTANDER

Rua João Brícola 24, Centro – acesso pela estação São Bento, linha 1, azul do metrô

Abre ao público 26 de janeiro, a partir das 9h

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 20h

Ingressos: pelo site e na bilheteria física no local (essa funciona das 9h às 19h)

Valores:

Combo 1 – Espaço Memória + Arte Imersiva + Mirante – R$ 20

Combo 2 – Espaço Memória + Mirante – R$ 17

Combo 3 – Arte Imersiva + Mirante – R$ 17

Combo 4 – Debates de Economia Criativa – Mirante – R$ 17

Combo 5 – Mirante – R$ 15

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas