Queijos da Borgonha desembarcam no Brasil

Boa notícia aos apaixonados por queijos. Muito além dos já conhecidos e apreciados brie, camembert, gruyère e emmental, os brasileiros terão acesso, em breve, a uma boa seleção de queijos da Borgonha, na França. A região, vale lembrar, ficou mundialmente famosa por produzir alguns dos melhores vinhos do mundo, a exemplo do Romanée-Conti, atualmente o mais caro do planeta, segundo a WineSearcher.

A Borgonha também elabora mostardas intensas e receitas icônicas como o Boeuf Bourguignon. Em meio a essa aromática atmosfera, também são produzidos os queijos da Borgonha. Como características, eles têm sabor único, profunda intimidade com o terroir e receitas e processos transmitidos de geração a geração.

Époisses, queijo de massa mole e casca lavada com uma mistura de água salgada e bagaço da Borgonha

Ao longo de 2017, o CNIEL (Centre National Interprofessionnel de l´Économie Laitière) trará ao Brasil alguns dos queijos que melhor representam a produção da Borgonha. São iguarias como Chaource, Époisses, Soumaintrain e Brillat-Savarin, queijos om cremosidade e notas lácteas acentuadas.

Família Lincet: pai e filhos à frente da fromagerie

Os queijos da Borgonha que desembarcam em território brasileiro são assinados pela família Lincet, que se dedica a essa arte desde 1895 ou há cinco gerações, por meio da Fromagerie Licent. Originalmente do Marne, ela transferiu sua sede para Saligny, no coração da Borgonha, em 1957, quando adquiriu uma pequena empresa de laticínios e se especializou na fabricação do tradicional queijo Saint Florentin.

Mimolette Isigny, um dos queijos mais tradicionais da França, com massa prensada, cor alaranjada e notas de avelã

Os queijos Lincet são produzidos com leite integral de vaca, seguindo métodos tradicionais. Cada um possui particularidades e qualidades próprias, mas a produção tem início em um processo único, desde a coleta, moldagem e drenagem.

Dos lançamentos que desembarcam no Brasil ao longo deste ano, destaque para:

Chaource (A.O.P., de apelação de origem protegida)

Queijo macio, possui casaca aveludada (mofo branco) e massa mole, levemente salgada e suave. Ele é cremoso debaixo da casca e branco, macio e quebradiço no centro. Apresenta sabor lácteo amanteigado de avelã com aroma de cogumelos e creme fresco (queijos jovens). É fabricado entre as regiões de Champagne e Borgonha, nos departamentos de Aube e Yonne, e é maturado pelo menso durante 14 dias na área de denominação.

Chaource A.O.P., de apelação de origem protegida

ÉPOISSES (A.O.P)

Queijo de massa mole e casca lavada regularmente com uma mistura de água salgada e bagaço da Borgonha. Possui crosta lisa ou ligeiramente enrugada, de cor castanho claro puxando para o laranja. Já a massa de cor bege, ligeiramente salgada, é cremosa e macia com sabor equilibrado e notas de frutas secas. Seu período de maturação dura de seis a oito semanas.

SOUMAINTRAIN (I.G.P., de indicação geográfica protegida)

O Soumaintrain passa por uma maturação com lavagens frequentes durante um período de seis semanas a dois meses. Devido às várias lavagens, sua casca é naturalmente enrugada e úmida, de cor bege claro. Queijo macio de massa mole, possui textura cremosa e cor marfim, tendendo para amarelo pálido. Traz suavidade à boca, com sabor equilibrado e um toque de acidez e aroma intenso. Dependendo da estação, pode trazer sabores vegetais ou menos intensos.

Brillat-Savarin Aromatizado pode ser encontrado em versões com gengibre, cranberry, mamão, trufa, dentre outras

BRILLAT-SAVARIN FRESCO E NATURAL (I.G.P.)

Produzido na região da Borgonha, seu nome é uma homenagem ao famoso gastrônomo francês do século 18, Jean Anthelme Brillat-Savarin. Trata-se de um queijo triplo-creme feito com leite integral de vaca, macio, de massa mole e sem casca de superfície branca uniforme e úmida. Possui odores lácteos, aromas delicados de creme fraîche e textura cremosa e suave. Seu sabor é ligeiramente ácido e salgado e tem aromas delicados de creme e manteiga.

BRILLAT-SAVARIN AROMATIZADO

Essas versões aromatizadas do queijo Brillat-Savarin ganham toques de gengibre, cranberry, mamão, trufa, alho e ervas finas, dentre outros.

2 comentários em “Queijos da Borgonha desembarcam no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas